Pular para o conteúdo principal

Ancorando-se no centro


Os desafios da vida existem para todos. A cada dia somos surpreendidos com um novo obstáculo, algo novo que precisamos lidar, resolver, refletir, ou seja, crescer!! Vejo cada desafio como uma possibilidade de aprender, de exercitar a coragem, de superar medos e inseguranças, de ser flexível e tomar consciência de nossos padrões, julgamentos, pré-conceitos. Até porque tudo isso é a nossa personalidade, o tal "eu individual".

Mas tem algo dentro de nós que é livre de toda essa "parafernália" de sentimentos, pensamentos, sensações. É o nosso centro, nossa essência, nosso amor divino. Basta uma respiração profunda e lenta e vamos nos aproximando desta energia que é pacífica, amorosa, calma, repleta de intenções positivas.

E é nos momentos mais desafiadores, mais estressantes, que precisamos recorrer a esta "energia", a este "estado" interno. Um local confiável e bem íntimo de nós, ambiente perfeito para nos recolhermos, nos ancorarmos - diria o mecanismo ideal de enfrentamento das adversidades da vida.

Muitas histórias orientais nos falam desta "atitude" de voltar-se para dentro diante de situações difíceis. E também de exercitarmos a aceitação, pois "tudo passa" ou "acontece para melhor". Os desafios existem para quê? Isso vai depender da sua visão. Ela pode ser míope ou panorâmica. Qual será sua escolha diante das situações?

Recentemente aconteceu algo muito desafiador comigo. No início desequilibrei, fiquei meio "agitada", refletindo o porquê disto ter acontecido. Decidi silenciar, aquietar, respirei profundo e relaxei tanto que dormi em seguida. Ao acordar, a solução estava lá. Deu tudo certo! Usei a sabedoria e não piorei a situação com minha energia desequilibrada. Aquietei e a solução veio em seguida, alinhada a este outro estado.

A prática regular de respirar consciente, cantar com intenção elevada, praticar exercícios de forma "presente", meditar ou silenciar a mente - é algo imprescindível para estes tempos que temos vivido. Mesmo estando no meio do caos aparente, basta tomar consciência, respirar profundo, e assim voltar para dentro e encontrar um espaço de tranquilidade, mesmo quando estamos "aparentemente" no centro da tempestade. Saberemos usar nossos recursos internos trazendo o foco para as necessidades do momento presente.

Quando conscientes do agora, temos a oportunidade de aprender com cada situação, de usar a criatividade para lidarmos com os desafios, de desenvolver a coragem, que vem lá de dentro - do coração. E assim, nos preparamos para algo maravilhoso que estar por vir (depois da tempestade o sol brilhará!). Pois as melhores escolhas só podem vir do centro de nosso SER.

Hari OM!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Diga não aos agrotóxicos!

Diga sim apenas aos orgânicos, assim acabamos com esse assassinato em massa realizado pelos grandes produtores que não seguem nenhum dos yamas (código de conduta yóguica): ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (honestidade), arvajan (retidão), sauchan (pureza de pensamentos, emoções, ações).

Hari OM!

O Silêncio...

Conhecer o silêncio
Permanecer no silêncio
Cultivar o Silêncio
Honrar o silêncio
Respeitar o silêncio
Celebrar o silêncio
O silêncio é você.
...
No silêncio, transformações profundas acontecem.

Hari OM!