Pular para o conteúdo principal

A FALA E O PRANA...


Outro dia lendo um livro me deparei com a seguinte reflexão: "a fala pode infundir esperança no coração da humanidade ou pode criar um sentimento de condenação iminente que esvai toda a coragem e a esperança". Estas palavras ressoaram como pó de esmeralda verde dentro de mim, contagiando cada célula. Voltei a escuta para o coração e pude perceber como o silêncio é incrivelmente revelador.

Para quem não sabe atuei como jornalista por 12 anos de minha vida, paralelamente à maternidade, aos estudos e a prática de Yoga e outras coisinhas. Ao longo dos anos fui desacreditando da mídia, deste jornalismo que "induz ao consumo" e a transição para o Yoga foi acontecendo naturalmente. Gratidão!

A tal liberdade de expressão, de falar o que se pensa e acredita passa bem longe do significado real de liberdade. Hoje vejo como é delicada esta questão. Uma palavra mal colocada e muda todo o cenário dentro e fora de nós. Uma crítica carregada de padrões emocionais e mentais é capaz de destruir algo que se levou anos para erguer, seja uma relação, uma carreira, uma atmosfera de paz...Em questão de segundos tudo vai por água abaixo. Muitas vezes a fala é apenas uma realização do ego. Depois que falamos ficamos horas gastando nossa energia com o passado, muitos são os pensamentos: "será que falei a coisa certa?", "tomara que ela não tenha ouvido ou esqueça tudo o que eu falei.", "acho que devo pedir ddesculpas.". Isso já aconteceu com você?

Cansei de vivenciar situações bem difíceis. Acabava de sair de uma aula de Yoga toda relaxada, tranquila, em estado de contentamento. Ao chegar em casa tudo uma bagunça e em questão de segundos todo o prana, toda a serenidade ia embora. Em geral, isso acontecia por não silenciar e escutar o coração antes de falar e de agir. Como diz o sábio Sundardas: "Fale sabiamente ou silencie".

Essa é a grande sabedoria. Continua sendo um desafio em alguns momentos, principalmente quando os hormônios estão se expressando com toda a força em meu corpo, mas tenho conseguido usar o silêncio com discernimento. Quando a situação é muito desafiadora volto toda a minha atenção para a respiração, começo a respirar profundo e exalar longamente até que todo o ar saia...Já muda todo o ambiente interno e reflete no externo! Se ainda estiver difícil fico mentalizando o meu mantra até aquietar a mente. Volto a silenciar e então fica tudo mais fácil de ser resolvido.

Falar demais desperdiça prana!

Hari Om!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Diga não aos agrotóxicos!

Diga sim apenas aos orgânicos, assim acabamos com esse assassinato em massa realizado pelos grandes produtores que não seguem nenhum dos yamas (código de conduta yóguica): ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (honestidade), arvajan (retidão), sauchan (pureza de pensamentos, emoções, ações).

Hari OM!

O Silêncio...

Conhecer o silêncio
Permanecer no silêncio
Cultivar o Silêncio
Honrar o silêncio
Respeitar o silêncio
Celebrar o silêncio
O silêncio é você.
...
No silêncio, transformações profundas acontecem.

Hari OM!