Pular para o conteúdo principal

COMUM UNIDADE


Esta semana o professor Juan Pablo, da Colômbia, está no Rio de Janeiro dando oficinas de AcroYoga. Uma experiência interessantíssima que vale muito a pena vivenciar.

Para quem nunca ouviu falar, o AcroYoga é uma junção da sabedoria espiritual do yoga, da generosidade da massagem tailandesa, e dinâmicas de acrobacia. A prática trabalha a interação entre todos do grupo, a consciência da COMUNIDADE, a auto-confiança, a entrega, o respeito, a escuta, o aprendizado para lidar com a diferença, entre outros, tudo isso de forma lúdica e em conexão com o sagrado.

Vivenciamos um pouco desta prática na última oficina que aconteceu sábado, 18/07, no Blyss Yoga, em Ipanema. O grupo fluiu com leveza, alegria e sensibilidade as propostas do professor colombiano Juan Pablo. Mas o que ficou pra mim foi algo que venho pensando, sentido e percebido...A tal COMUM UNIDADE.

O que senti fortemente nesta experiência, e anteriormente no retiro do David Lurey, é que compartilhamos cada um (UNIDADE), em comunhão com a sua essência, sua verdade, seu sagrado - uma experiência COMUM, a mesma energia que está dentro de cada um, está em todos e está fluindo no grupo - é a idéia de COMUNIDADE em que acredito.

Clique aqui para saber mais sobre AcroYoga.

Hari Om!

Comentários

  1. Adorei. Estou negociando com dada para que possamos continuar essa prática nada comum em uma idade como cada...E óntem o J me deu umas dicas para como continuar uma comunidade forte aqui. Bjs, lindona!

    ResponderExcluir
  2. Juan,

    Gratidão pela generosidade, o cuidado, a leveza, a serenidade com que passa seu conhecimento.

    bjo no Anahata!

    ResponderExcluir
  3. Gracias , obrigado... etou muito grato de vos e todos en rio de janeiro....
    que la luz de nuestras relaciones nos guie y nos reconozcamos en nuestro maxio potencial: en ti y en mi, en comunidade...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Om. Shanti, Shanti, Shanti.

Postagens mais visitadas deste blog

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Diga não aos agrotóxicos!

Diga sim apenas aos orgânicos, assim acabamos com esse assassinato em massa realizado pelos grandes produtores que não seguem nenhum dos yamas (código de conduta yóguica): ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (honestidade), arvajan (retidão), sauchan (pureza de pensamentos, emoções, ações).

Hari OM!

O Silêncio...

Conhecer o silêncio
Permanecer no silêncio
Cultivar o Silêncio
Honrar o silêncio
Respeitar o silêncio
Celebrar o silêncio
O silêncio é você.
...
No silêncio, transformações profundas acontecem.

Hari OM!