Pular para o conteúdo principal

Contentar-se de contente...

Em minhas últimas aulas falei algumas vezes para os alunos relaxarem a face e ensaiarem um suave sorriso vindo do centro do peito, aquele que expressa um contentamento (santosha) que vem de dentro, da alma...È tão prazeroso quando conseguimos estar numa postura, seja na prática em sala de aula ou no cotidiano, relaxados mesmo que conscientes das ações internas de cada parte do corpo, da respiração, com amente alerta e o coração leve...
Li um romance recentemente em que um xamã da Indonésia ensina a meditar sorrindo...Achei tão incrível...Pra mim praticar yoga (asanas, meditação ou a filosofia) é algo tão prazeroso que desperta o sorriso, o estado relaxado e assim sinto a vitalidade banhar meu SER...
Era isso...Queria compartilhar essa minha alegria interior, esse contentar-se de contente a cada prática, a cada meditação, a cada passo...Vinyasa Krama: atitude interior é tudo nesta Kali yuga!

Hari Om!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Diga não aos agrotóxicos!

Diga sim apenas aos orgânicos, assim acabamos com esse assassinato em massa realizado pelos grandes produtores que não seguem nenhum dos yamas (código de conduta yóguica): ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (honestidade), arvajan (retidão), sauchan (pureza de pensamentos, emoções, ações).

Hari OM!

O Silêncio...

Conhecer o silêncio
Permanecer no silêncio
Cultivar o Silêncio
Honrar o silêncio
Respeitar o silêncio
Celebrar o silêncio
O silêncio é você.
...
No silêncio, transformações profundas acontecem.

Hari OM!