Pular para o conteúdo principal

Corpo-mente...



Nas palavras de Marie-Louise Von Franz...

"...em geral, quando as pessoas caem na realidade do corpo, primeiro entram em contato com emoções que são a ponte entre a cabeça e o corpo. Provavelmente, elas ativam o sistema linfático que afeta as emoções. Quando tentam uma ligação com o corpo através de exercícios, as pessoas em geral começam por liberar algum ressentimento violento contra o pai ou a mãe, ou algo do gênero. Elas entram em contato com emoções negativas reprimidas e o primeiro passo é extravasá-las, deixá-las vir à tona e não suprimi-las com a cabeça. Daí costumam vir as lágrimas, o suor e outras reações físicas. Em seguida, surge um estado de relaxamento e a partir de então, uma melhor ligação com o corpo".

Referência: Von Franz, Marie-Louise. O Caminho dos Sonhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Diga não aos agrotóxicos!

Diga sim apenas aos orgânicos, assim acabamos com esse assassinato em massa realizado pelos grandes produtores que não seguem nenhum dos yamas (código de conduta yóguica): ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (honestidade), arvajan (retidão), sauchan (pureza de pensamentos, emoções, ações).

Hari OM!

O Silêncio...

Conhecer o silêncio
Permanecer no silêncio
Cultivar o Silêncio
Honrar o silêncio
Respeitar o silêncio
Celebrar o silêncio
O silêncio é você.
...
No silêncio, transformações profundas acontecem.

Hari OM!