Pular para o conteúdo principal

Ativismo no budismo...


No budismo a meditação é um dos métodos, mas, como ensina o brasileiro Lama Samten, existem quatro passos a serem dados rumo à felicidade: motivação, evitar ações negativas, ser capaz de trazer benefícios aos outros seres e alcançar a capacidade de dirigir a própria mente. Ele vai além, destacando a importância de se estabelecer relações apropriadas com as outras pessoas – que chama de ensinamento sobre responsabilidade universal. “Esses ensinamentos são muito úteis numa prática social, onde nós ajudamos as populações a desenvolverem uma melhor relação interna e também com o mundo ao seu redor.”

Para os ativistas aí vai uma dica de meditação para fortalecer a base!

A meditação do amor universal – Metabavana por Lama Padma Samten

Você senta numa posição confortável (pode ser em cadeira) com a motivação de ultrapassar os problemas e ajudar verdadeiramente os outros seres. Você inspira e expira, se acalma e produz o pensamento e a emoção positivos. Depois vê essa energia se espalhar pela própria respiração, que se transforma num leve calor no corpo (um leve aquecimento que vai de uma extremidade a outra do nosso corpo, dos pés à cabeça). Sinta o corpo com vitalidade. Sinta a forma. Então vai gerar uma condição de felicidade de modo autônomo, sem precisar de mais nada. Você aspira e começa a meditação metabavana. Então você diz: “Que os seres sejam felizes. Que eles ultrapassem os sofrimentos. Que encontrem as verdadeiras causas da felicidade. Que eles ultrapassem as verdadeiras causas de sofrimento”. Essas quatro frases caracterizam a meditação metabavana. Podemos acrescentar outras quatro frases: “Que os seres todos, inclusive nós, se libertem de todas as prisões cármicas. Que a gente tenha lucidez instantânea quando olharmos as coisas. Que a gente desenvolva a verdadeira capacidade de ajudar os seres. Que nesses pensamentos e ações anteriores, a gente encontre o nosso eixo de vida e a nossa alegria”. Isso nos permite um nascimento espiritual, independente da tradição religiosa.

Lama Padma Samten é brasileiro, criador e presidente do Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB), em Porto Alegre.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Yoga no Humaitá, Espaço Akasha

Estamos aguardando você para uma aula experimental de Yoga, essa prática completa que te ajuda a despertar o melhor em você.



As práticas do Yoga são especialmente indicadas para nos tornarmos conscientes daquilo que nos afasta da presença, do que realmente importa, das crenças e padrões que sabotam nossa evolução.

Aulas de Hatha Yoga, Vinyasa Yoga, Yoga Básico, Pranayama e Meditação, Yoga Restaurativo, Yoga para Crianças...

Yogue-se! Experimente na pratica e viva plenamente! Informações: WhatsApp (21) 98221-3933 #yoguese #yoganohumaitá #espaçoakasha #hathayoga #vinyasayoga #yogainiciantes #ayurveda #vedanta #filosofiadevida #filosofianaprática #vempraticar #namaste #humaitá #riodejaneiro

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Yoga e Meditação no Parque Lage 2015

Que tal se organizar para vivenciar uma manhã junto à natureza, onde experimentará o silêncio, a pausa, purificará o corpo e a mente, compartilhará, cantará, meditará...

. Leve seu tapetinho e convide os amigos! Se chover o evento será remarcado.

Data: 20 de junho, sábados, 8h30 às 10h15.

Valor de troca por encontro: 33 reais (23 reais para alunos do Espaço Akasha).

Informações: espacoakasha@gmail.com