Pular para o conteúdo principal

O seu direito de saber o que está comendo

Desde 2004, está em vigor no Brasil um decreto que obriga as empresas de alimentos a informarem no rótulo se o produto foi fabricado com mais de 1% de ingredientes transgênicos. Para isso, elas devem colocar, em local visível, um triângulo amarelo com a letra T, em preto, no meio. Esse símbolo indica que o produto foi fabricado com algum ingrediente transgênico. A rotulagem é determinada a partir da matéria-prima, e não sobre o produto final. Isso porque alguns produtos tem o DNA destruído durante seu processo de fabricação - é o caso dos óleos, margarinas, maioneses e gorduras vegetais. Como o teste de detecção de transgenia é feito sobre o DNA, esses produtos não podem ser testados em laboratório. Por isso é tão importante a rotulagem na matéria-prima; é ela que vai garantir que você saiba o que está comprando no supermercado.

Os primeiros produtos rotulados começaram a chegar aos supermercados brasileiros no início de 2008. Os óleos Soya e Primor, fabricados pela Bunge, e os óleos Liza e Veleiro, fabricados pela Cargill, foram denunciados pelo Greenpeace em 2005 por serem feitos com soja transgênica e não terem o triângulo amarelo em seus rótulos. Com base nessa denúncia, o Ministério Público iniciou um processo jurídico para obrigar as empresas a se adequarem à legislação e informarem seus clientes.

Sem dúvida, essa é uma grande vitória dos consumidores brasileiros. Mas ainda não significa que o direito à informação está sendo totalmente respeitado. Algumas empresas continuam desrespeitando o seu direito de saber o que está comendo, porque usam ingredientes transgênicos e não informam isso nos rótulos. Por isso, o Greenpeace produziu o Guia do Consumidor, que é uma ferramenta fundamental para os brasileiros que querem ter certeza do que estão comendo e que não querem colaborar com a destruição do meio ambiente.

Consulte o Guia do Consumidor do Greenpeace e saiba os produtos que são fabricados ou não com matéria transgênica.

Fonte: Greenpeace Brasil

Comentários

  1. Oi Mari,

    Passei para dar um beijos

    Marcelo

    http://mspnet.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Om. Shanti, Shanti, Shanti.

Postagens mais visitadas deste blog

Yoga no Humaitá, Espaço Akasha

Estamos aguardando você para uma aula experimental de Yoga, essa prática completa que te ajuda a despertar o melhor em você.



As práticas do Yoga são especialmente indicadas para nos tornarmos conscientes daquilo que nos afasta da presença, do que realmente importa, das crenças e padrões que sabotam nossa evolução.

Aulas de Hatha Yoga, Vinyasa Yoga, Yoga Básico, Pranayama e Meditação, Yoga Restaurativo, Yoga para Crianças...

Yogue-se! Experimente na pratica e viva plenamente! Informações: WhatsApp (21) 98221-3933 #yoguese #yoganohumaitá #espaçoakasha #hathayoga #vinyasayoga #yogainiciantes #ayurveda #vedanta #filosofiadevida #filosofianaprática #vempraticar #namaste #humaitá #riodejaneiro

INSPIRAÇÃO...

O mestre iogue B. K. S. Iyengar diz que a prática de pranayama retira as nuvens que encobrem a consciência, clareia a visão e nos ilumina para que possamos enxergar as coisas como elas realmente são - e assim estarmos mais preparados para fazer as escolhas certas.

Mais do que aprender diversos exercícios respiratórios (pranayamas), com as retenções, narinas alternadas, despertar do agni (fogo do manipura chakra), é importante focarmos a prática na respiração profunda e lenta. Perceber os pontos de tensão do corpo que impedem o inspirar e exalar com qualidade. É identificar a presença de emoções e pensamentos (memórias) que nos aprisionam, provocam medo, contração, e até mesmo rigidez, pois elas impedem o livre fluir de prana - energia orgânica - no corpo através dos nadis (condutos sutis para a filosofia/ciência do Yoga).

A respiração é uma entidade, algo de dentro pra fora, uma conexão entre ser e mente, ser e corpo, ser e coração (alma). Quando inspiramos, é de dentro que vem a inten…

Yoga e Meditação no Parque Lage 2015

Que tal se organizar para vivenciar uma manhã junto à natureza, onde experimentará o silêncio, a pausa, purificará o corpo e a mente, compartilhará, cantará, meditará...

. Leve seu tapetinho e convide os amigos! Se chover o evento será remarcado.

Data: 20 de junho, sábados, 8h30 às 10h15.

Valor de troca por encontro: 33 reais (23 reais para alunos do Espaço Akasha).

Informações: espacoakasha@gmail.com